Mudança para Itália: O seu sonho tornado realidade

Mudança para Itália: O seu sonho tornado realidade

Está a considerar mudar-se para Itália por razões profissionais, educacionais ou familiares? Ou talvez só porque o país oferece uma grande comida, uma natureza deslumbrante e um clima quente e acolhedor? Não importa o quê, há certas coisas a ter em mente quando se quer deslocar para Itália.

Neste artigo vamos cobrir todos os aspectos importantes desta decisão que muda a vida, para que possa emergir na cultura o mais depressa possível, sem ficar demasiado surpreendido com o que possa encontrar. Feliz leitura!

Sobre a Itália

A Itália é um país belo e culturalmente rico, localizado no sul da Europa. É conhecida pela sua arte, arquitectura, alimentação e moda. É vizinha da Eslovénia, Áustria, Suíça e França, mas também se liga a muitos outros países, como Espanha e Portugal, através do Oceano Mediterrâneo.

O país é também o lar de alguns dos marcos mais emblemáticos do mundo, tais como o Coliseu, a Torre de Pisa, e a Cidade do Vaticano. A língua oficial é o italiano, e a moeda é o euro.

O clima é agradável durante a maior parte do ano, em parte devido ao oceano mediterrâneo circundante que proporciona uma vista deslumbrante da costa, e também ajuda a moderar a temperatura e a humidade.

Regras e regulamentos

Existem algumas leis diferentes em vigor, dependendo de ser ou não cidadão de outro país da UE. Há também algumas coisas que são a mesma coisa.

Por exemplo, todas as pessoas que chegam a Itália com intenção de se mudarem para lá, devem registar-se junto das autoridades locais no prazo de oito dias após a chegada e obter uma autorização de residência no prazo de três meses. Devem também ter um seguro de saúde adequado e devem pagar impostos e contribuições para a segurança social.

Expatriados da UE

Como cidadão da UE, tem o direito de circular e residir livremente dentro da UE. Isto significa que pode viver em Itália sem necessidade de visto ou autorização de trabalho, desde que preencha determinadas condições:

  • Deve ser capaz de se sustentar financeiramente sem se tornar um fardo para o sistema de assistência social italiano.
  • Deve ter um seguro de saúde que o cubra em Itália, quer através do seu próprio fornecedor de seguros, quer através do sistema nacional de saúde italiano.
  • Não se pode ter um registo criminal ou ser considerado uma ameaça à segurança pública.
  • Deve registar-se junto das autoridades locais no prazo de 8 dias após a chegada.
  • Deve ter um bilhete de identidade ou passaporte válido como prova da sua cidadania da UE.
  • Poderá ser necessário solicitar a autorização de residência de longa duração da UE se pretender permanecer por mais de 3 meses.

Expatriados fora da UE:

As regras são mais complexas e envolvidas para as pessoas que ainda não vivem na União Europeia, mas ainda é relativamente simples, desde que se cumpram os seus requisitos:

  • Para estadias inferiores a 90 dias, os cidadãos extracomunitários terão normalmente de solicitar um visto para estadias de curta duração. Este pode ser um visto de turismo ou de negócios, dependendo do objectivo da viagem.
  • Para estadias superiores a 90 dias, os cidadãos extracomunitários terão normalmente de solicitar um visto para estadias de longa duração. Pode ser um visto de estudante, um visto de trabalho, ou um visto de reunificação familiar, dependendo das circunstâncias do indivíduo.
  • Os cidadãos extracomunitários podem também precisar de obter uma autorização de trabalho antes de poderem trabalhar em Itália. Isto dependerá do tipo de trabalho que irão realizar e da duração da sua estadia.
  • Os cidadãos extracomunitários que planeiam permanecer em Itália por mais de 90 dias terão normalmente de solicitar uma autorização de residência. Esta licença é renovável, e permitirá ao seu titular permanecer e trabalhar em Itália durante um determinado período de tempo.

É também importante notar que o processo de candidatura e os requisitos para os cidadãos não comunitários podem ser mais complexos e demorados do que para os cidadãos da UE

Razões para a mudança para Itália

Há inúmeras razões para que se queira mudar para cá. Mas reduzimos a vasta selecção a quatro dos nossos favoritos, sobre os quais pode ler um pouco mais.

O clima

A Itália tem um clima mediterrânico, o que significa Invernos amenos e Verões quentes. Isto torna-o um grande destino para aqueles que gostam de actividades ao ar livre e de sol.

A cultura

A Itália é famosa pelo seu rico património cultural e arte. Desde as antigas ruínas de Roma até às obras-primas renascentistas de Florença, há sempre algo para ver e fazer.

Os alimentos

A cozinha italiana é mundialmente famosa e é conhecida pela sua utilização de ingredientes frescos e de alta qualidade. De massa e pizza a gelato e vinho, há algo para todos.

O custo de vida

Embora a Itália não seja o lugar mais barato para se viver, o custo de vida é geralmente mais baixo do que noutros países da Europa Ocidental.

Desafios da mudança para Itália

Ao mesmo tempo, existem certos desafios quando se muda para o país.deve estar ciente dos mesmos. Se ainda não considerou isto, agora seria uma boa altura para o fazer.

A barreira linguística

Enquanto muitos italianos falam inglês, é importante aprender algum italiano básico para navegar na vida quotidiana.

Encontrar um emprego

O mercado de trabalho em Itália pode ser um desafio, especialmente para os cidadãos não comunitários. É importante pesquisar potenciais oportunidades de emprego e trabalhar em rede com os locais.

Navegação no sistema legal

O sistema jurídico italiano pode ser complexo e burocrático. É importante procurar aconselhamento profissional quando se trata de assuntos jurídicos.

Dicas para a mudança para Itália

Nesta secção iremos fornecer dicas e conselhos para ajudar a tornar a sua transição para Itália tão suave quanto possível. Desde a compreensão da cultura e dos costumes, até encontrar os documentos e a papelada certa, temos a sua cobertura.

Pesquise o seu destino

Antes de se mudar para Itália, pesquise a área em que planeia viver. Analisar a habitação, o transporte e as oportunidades de emprego. Considere também as opções para escolas e educação se tiver membros da família que precisem disso.

Aprender a língua

A aprendizagem do italiano facilitará a navegação na vida quotidiana e melhorará as suas perspectivas de emprego. Será recebido de braços mais abertos, e será mais fácil encontrar um emprego e possivelmente também um parceiro.

Encontrar um emprego antes de se mudar

Assegurar um emprego antes de se mudar para Itália pode facilitar a transição. Em alguns casos pode até ser uma exigência a obtenção de um visto de trabalho permanente, pelo que esta deve ser uma prioridade principal.